h1, h2, h3, h4, h5, h6 { font-weight: bold; } h1 { font-size: 1.25em; line-height: 1.4em; } h2 { font-size: 1.125em; } h3 { font-size: 1.05em; } h4, h5, h6 { font-size: 1em; margin: 1em 0; } h1.title { text-align: start; -webkit-hyphens: manual; margin-bottom: 1em; } .title { display: none; } :nth-child(1 of .page) .title { display: block; } .page { text-align: start; word-wrap: break-word; } .page.rtl { direction: rtl; } a { color: rgb(65, 110, 210); text-decoration: none; } #article { text-rendering: optimizeLegibility; } #article * { /* Scale down anything larger than our view. Max-width maintains aspect ratios on images. */ max-width: 100%; } #article img { /* By default, images are centered on their own line. */ margin: 0.5em auto; display: block; height: auto; } #article img.reader-image-tiny { display: inline; margin: 0; } #article .leading-image, figure, .auxiliary { margin-bottom: .25em; } #article .leading-image img { margin: auto; display: block; clear: both; } #article .leading-image .credit { margin: 0; text-align: right; } #article .leading-image .caption, #article .leading-image .credit, #article figcaption, #article .auxiliary figcaption { font-size: 0.75em; line-height: 1.5em; margin-top: 1em; width: 100%; } #article .leading-image .credit + .caption { margin-top: 0.1em; } #article .auxiliary { display: block; clear: both; font-size: 0.75em; line-height: 1.4em; text-align: start; } #article .auxiliary > * { -webkit-margin-start: 0; } #article .auxiliary img, #article .auxiliary > *:first-child { margin: 0; } /* If the element immediately after an image is inline, it might bump up against the image. */ #article .auxiliary img + * { display: block; } #article .auxiliary figcaption { font-size: 100%; } #article .auxiliary * { margin-top: 0.5em; margin-bottom: 0.5em; } #article .float.left { float: left; margin-right: 20px; } #article .float.right { float: right; margin-left: 20px; } #article .clear { clear: both; } #article ul.list-style-type-none, #article ol.list-style-type-none, #article .list-style-type-none > li { list-style-type: none; -webkit-padding-start: 0; } #article .page div.scrollable { overflow-x: scroll; word-wrap: normal; } #article .page div.scrollable table { max-width: none; } #article .large-element { max-width: 100%; height: auto; } #article .leading-image, #article figure, #article .auxiliary { font-family: -apple-system-font; } body #article .leading-image, body #article figure, body #article .auxiliary { color: rgba(0, 0, 0, 0.65); } figure { margin: 0; } hr { background: rgba(0, 0, 0, 0.2); height: 1px; border: 0; } pre { font-size: 0.93em; line-height: 1.5em; } blockquote { color: rgba(0, 0, 0, 0.65); margin-left: 2px; margin-right: 6px; padding-left: 16px; } blockquote:not(.simple) { border-left: 3px solid rgba(0, 0, 0, 0.1); } /* Collapse excess whitespace. */ .page p > p:empty, .page div > p:empty, .page p > div:empty, .page div > div:empty, .page p + br, .page p > br:only-child, .page div > br:only-child, .page img + br { display: none; } .page table { font-size: 0.9em; text-align: start; word-wrap: break-word; border-collapse: collapse; } .page table td, .page table th { padding: 0.25em 0.5em; border: 1px solid rgb(216, 216, 216); } .page table th { background-color: rgba(0, 0, 0, 0.025); } .page sup, .page sub { line-height: 1; font-size: 0.75em; } .hidden { display: none; } /* Fonts */ body.system { font-family: -apple-system-font; } body.athelas { font-family: Athelas; } body.charter { font-family: Charter; } body.georgia { font-family: Georgia; } body.iowan { font-family: ‘Iowan Old Style’; } body.palatino { font-family: Palatino; } body.seravek { font-family: Seravek; } body.times { font-family: ‘Times New Roman’; } body.yugothic { font-family: ‘YuGothic’; } body.yumincho { font-family: ‘YuMincho’; } body.hiraginokaku { font-family: ‘Hiragino Kaku Gothic ProN’; } body.hiraginomincho { font-family: ‘Hiragino Mincho ProN’; } body.hiraginomaru { font-family: ‘Hiragino Maru Gothic ProN’; } body.heitisc { font-family: ‘Heiti SC’; } body.songtisc { font-family: ‘Songti SC’; } body.kaitisc { font-family: ‘Kaiti SC’; } body.yuantisc { font-family: ‘Yuanti SC’; } body.heititc { font-family: ‘Heiti TC’; } body.songtitc { font-family: ‘Songti TC’; } body.kaititc { font-family: ‘Kaiti TC’; } body.applesdgothicneo { font-family: ‘Apple SD Gothic Neo’; } body.nanumgothic { font-family: ‘NanumGothic’; } body.nanummyeongjo { font-family: ‘NanumMyeongjo’; } body.khmer { font-family: ‘Khmer MN’; } body.khmersangnam { font-family: ‘Khmer Sangnam MN’; } body.lao { font-family: ‘Lao MN’; } body.laosangnam { font-family: ‘LaoSangnam MN’; } body.thonburi { font-family: ‘Thonburi’; } body.kailasa { font-family: ‘Kailasa’; } body.geezapro { font-family: ‘Geeza Pro’; } body.kefa { font-family: ‘Kefa’ } body.arialhebrew { font-family: ‘Arial Hebrew’ } body.mshtakan { font-family: ‘Mshtakan’ } body.plantagenetcherokee { font-family: ‘Plantagenet Cherokee’ } body.euphemiaucas { font-family: ‘Euphemia UCAS’ } body.bangla { font-family: ‘Bangla Sangam MN’ } body.gujarati { font-family: ‘Gujarati Sangam MN’ } body.gurmukhi { font-family: ‘Gurmukhi MN’ } body.devanagari { font-family: ‘Devanagari Sangam MN’ } body.kannada { font-family: ‘Kannada Sangam MN’ } body.malayalam { font-family: ‘Malayalam Sangam MN’ } body.oriya { font-family: ‘Oriya Sangam MN’ } body.sinhala { font-family: ‘Sinhala Sangam MN’ } body.inaimathi { font-family: ‘InaiMathi’ } body.tamil { font-family: ‘Tamil Sangam MN’ } body.telugu { font-family: ‘Telugu Sangam MN’ } @media print { body { margin: 2mm 9mm; line-height: 1.5em; font-family: -apple-system-font; } .original-url { display: none; } a { text-decoration: underline; } } Depois das gerações Y e Z, chegou a hora de falar da Alpha | Disney Babble Brasil

Lendo o artigo reproduzido abaixo, lembrei que  em novembro de 2010, escrevi um Post sobre o assunto.
Nele abordava  como era importante entender o modelo mental daqueles que estavam chegando ao mundo dentro de uma realidade digital.
Em outro, já 2013, voltava ao assunto em razão de experiências vividas em casa. 
Hoje já temos outra dessas nativas digitais, Isabela,  com 21 meses de experiência e um vasto conhecimento acumulado (possivelmente veio armazenado no DNA), que nos surpreende pela capacidade de interagir  neste contexto).
O contexto dessas criaturinhas  é digital, conectado e virtualizado. Não existem distancias nem barreiras além da sua própria ponta do Dedo.

O segredo é aprender com elas !
Quem tiver interesse acesse:
Novembro de 2010: Retorno garantido.
Julho de 2013: Geração C – A renovaçao na ponta do dedo !
Segue artigo:

Depois das gerações Y e Z, chegou a hora de falar da Alpha

A chamada Geração Alpha é formada por crianças de 0 a 5 anos, nascidas a partir de 2010. Segundo as empresas de pesquisas, a cada semana no mundo, nascem 2,5 milhões de Alphas. E a previsão é de que até 2025, quando essa geração dará lugar a uma nova, os Alphas serão cerca de 2 bilhões.

Como definir minimamente essa nova geração?

Será a geração com maior qualidade e acesso à educação e à saúde e certamente envolta à tecnologia.

É uma turma que nasceu no mesmo ano em que o iPad foi lançado, que está acostumada com aplicativos, smartphones e TVs no carro da mamãe quando está na cadeirinha.

Assim como a Geração Y é conhecida como Millennials, a Alpha é chamada de Geração Glass (Vidro).

Mark McCrindle, especialista em demografia, estatística e famoso pesquisador e consultor, classifica essa geração como sendo os verdadeiros “nativos digitais”. E faz algumas análises interessantes sobre o futuro em que esse grupo vai viver.

McCrindle diz que, quando os Alpha tiverem por volta de seus 20 anos, no ano de 2034 mais ou menos, a população mundial será de 8,8 bilhões de pessoas. Isso significa o dobro da população existente quando os pais dos Alpha nasceram, no início dos anos 1980.

Nesta mesma linha, a Índia passará a China como o país mais populoso do planeta. E ainda, o modelo familiar será de casais sem filhos. O que é o contrário do que existe desde sempre.

Mais gente, mais tecnologia e maior conectividade.

McCrindle prevê uma revolução ainda maior do que a vista com a dos Baby Boomers para a Geração X com a invenção dos computadores.

Para ele, o uso da tecnologia pelos Alpha é um processo que não é apenas visual e auditivo, é cinestésico. “Eles não entendem a tecnologia como ferramenta. Eles a integraram como parte da própria vida”, explica McCrindle em uma de suas entrevistas.

Vendo alguns vídeos “inocentes” no Facebook ou Youtube, eu penso que as crianças de hoje conseguem interagir de uma maneira tão natural com a tecnologia que chega a ser algumas vezes assustador.

(Foto: PhotoDune)

Enviado do meu iPhone

from Blogger http://ift.tt/1Pfm6HK
via IFTTT

Anúncios

Sobre avisara

Acredito que vocês gostarão de acompanhar o que divulgo no  Blog e  pagina do Facebook mantido por mim desde 2009. Nossas publicações são dos mais variados assuntos e tem como principais objetivos:     🎯 Compartilhar conhecimento como uma atividade natural e fisiológica.   🎯 Conectar quem tem conhecimento com quem necessita ter e transformar o produto desta conexão em inovação e diferencial. 🎯 Ser um agente de transformação, motivação e realização! Convido vcs a nos seguirem, vocês vão gostar! Para nos acompanhar ou ter acesso através de outros meios de acesso, basta selecionar as opções abaixo para acessa o Avis Ara  em seguida clicar seguir ou Curtir👍 👉 FB - facebook.com/BlogAvisAra/ 👉 Telegram - t.me/AvisAra 👉 Blogger - avisara.blogspot.com.br 👉 Wordpress - avisara.wordpress.com/ 👉 Pinterest - pin.it/tev5wem Divulguem junto à sua rede de relacionamento e compartilhe em suas redes sociais! Caso tenha interesse de uma degustação do conteúdo, seguem as 10 publicações mais populares em 2016.
 ✍️️ IPhone envia seu histórico de chamadas para Apple ✍️️ Ética e Segurança não são negociáveis. ✍️️ Desista do que não vale a pena. Insista no que compensa ✍️️ UBER te segue, além do seu destino. ✍️️ Usa WhatsApp, Telegram ou outros App de mensagem? Então você precisa saber disso! ✍️️ Internet via satélite - Uma necessidade real ✍️️ Sequestro de dados se espalha no Facebook Messenger ✍️️ A solução para o Brasil é a intolerância ✍️️ Guerra cibernética - Como vc pode ser usado! ✍️️ Efeito Trump - Alinhamento do Google
 Até breve! Igmar Dornelas Falcone de Melo
Link | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s